Better Call Saul: "The Guy for This" 5x03


E a chama Breaking Bad segue viva!

É um prazer inenarrável acompanhar e degustar todo esse universo Breaking Bad. A série foi um fenômeno, ganhamos El Camino de presente, agora acompanhamos Better Call Saul, iniciando sua quinta temporada, mantendo o espírito Breaking Bad vivo, com aparições de personagens, e, principalmente, instigando-nos a bolar teorias, tentando desvendar como esse universo irá se fundir para que chegue ao fim, já anunciado.

Em "The Guy for This", vimos que as coisas estão andando bem em todos os núcleos. Estão com uma boa interação entre eles e a guerra prometida, vai acontecer. Gus contra Lalo já sabemos quem vai rodar, mas a forma que isso vai acontecer é um mistério. Mas aí que tá, pois mesmo sabendo quem não vai morrer, Gus, porém o roteiro nos deixa criando teorias e na maioria das vezes somos surpreendidos. Isso que é fantástico.

A temporada deu um jeito de unir Saul Goodman, Crazy 8, Salamancas, Hank e Gomes no mesmo núcleo. Impressionante. E isso em poucos episódios. Daí começamos a bolar teorias de como Crazy 8 foi visto em Breaking Bad e o que ele realmente era: apenas um drogado, traficante, comparsa de Jesse ou um X9 do DEA infiltrado. Começamos a ter outra visão do personagem após esse episódio.

E Saul Goodman, o protagonista da série, está em todos os lados, como queríamos. Não está mais isolado como antes, preocupado apenas com Kim, Chuck e HHM. Saul está dentro, definitivamente dos Salamancas, é o advogado oficial da quadrilha, mas vai sair, ao contrário do que Nacho disse. Irá passar uns apertos, claro, mas sairá desse meio para entrar em um outro bem pior: Heisenberg.


Mas os negócios para Saul seguem bem, financeiramente falando. Sua pele sempre estará em risco, mas Gene está aí pra provar que o fim pode ser ruim, porém ainda não é a morte. Contudo, suas atitudes podem levar sua amada ao abismo. Mas não coloco isso tudo na conta de Saul, pois Kim não é uma criança. Claro que o sonho de Saul é ter Kim ao seu lado nas tramoias, e Kim está relutando para isso. Porém, acredito, que Kim se entregou, jogou a toalha. 

Sua atuação nesse episódio demonstrou que está se entregando ao lado escuro da força, e aquelas garradas jogadas demostram isso muito bem. Já não será a "certinha" mais. Fez de tudo para tentar persuadir aquele senhor a sair de sua casa, tudo dentro da lei e não conseguiu. Espere com a certeza que ela irá voltar lá, com algum conselho de Saul e irá conseguir o acordo com alguma de suas artimanhas. 

E quem está isolado é Mike. Afogando as mágoas na cachaça. Deprimido e ainda sem rumo na temporada. O personagem deverá trombar com Saul de alguma forma, trazendo ele de volta ao jogo. Lembrando que essa união levou o início de suas relações com Walter e Jesse.

Já se foram três episódios e não sei vocês, mas estou torcendo para que essa temporada passe bem devagar, para degustar muito o que virá pela frente. A trama tem trazido uma ansiedade incrível para os próximos episódios e dá pra sentir o cheiro de Breaking Bad no ar. Cada vez mais personagens que estiveram na série estão aparecendo, porém e principalmente, a história de ambas séries estão prestes a se juntar.

Que continue assim.    

—//—

Recado: os dois primeiros episódios estão comentados em nosso podcast, o Breaking Cast. A partir desse episódio, vamos manter reviews em texto para toda a temporada, como de costume. Nessa semana vou publicar o post de Easter Eggs e Curiosidades dos três primeiros episódios e até domingo um novo podcast comentando ainda mais sobre "The Guy for This" 5x03.


3 comentários:

  1. O significa aquele monte de formigas no sorvete no chão?

    ResponderExcluir
  2. Melhor início de temporada até agora, muito bom contar com sua análise novamente.

    Obrigado pelo excelente trabalho.

    ResponderExcluir
  3. Não gostei da dublagem do Dean Norris. Em BB era dublado por Luiz Antônio Lobue. Parece que ficou faltando aquele tempero no conjunto do personagem Hank.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!

Tecnologia do Blogger.