Pular para o conteúdo principal

"Cornered" 4x06




Como eu odeio Walter White.

Walter é assim. As vezes você o ama de mais, e em outros momentos odiamos. Claro que tudo isso é devido ao fato de estarmos sempre torcendo por ele, porém muitas vezes ele não ajuda. Ok. Eu (sempre) perdoou por estar agindo mais uma vez com seu coração e fazendo o que provavelmente faríamos caso estivéssemos em sua pele. Ele está fazendo tudo por sua família, ora bolas! Estaria mesmo? De forma alguma, essa desculpa não cola mais.

O que concordaremos é que se Walter não tivesse auxílio após ter iniciado sua vida criminosa, já estaria morto ou preso. Antes era Saul e agora Skyler. E o final do episódio deixou isso bem claro, que sempre precisará de um anjo protetor e que engula a sua arrogância.

"Alguém tem que proteger essa família do homem que protege essa família." Sem mais, Skyler.

O primeiro diálogo Walter/Skyler não poderia ser de forma diferente. Depois das "baboseiras" ditas por Walter sob teor alcoólico, natural que Skyler desse uma sentada em seu marido. Fiquei remoendo para que os dois não levasse isso ao ponto de se separarem novamente, porém Walter é osso duro de roer, principalmente ao acordar, com ressaca e de mal humor. Skyler resolveu chutar o balde e sair sem direção e felizmente agiu com responsabilidade. Porém ao chegar, se depara com mais uma cagada (desculpe o termo) de Walter. Coitado de Walter Jr.


"Não estou em perigo, Skyler. Eu sou o perigo". Sua vaidade ainda satura. "Com quem está falando!?" Com quem você, é que está falando, Walter! Ele tem que abrir o jogo para Skyler, para que possa ser ajudado. Sozinho, vai ter problemas. Ele não se abria com Saul? Então, Walter! Deixa de ser cabeça dura, preconceituoso e prepotente.

A dupla White/Pinkman está bem afastada nessa temporada, repararam? Quando se juntam, sai até fogo.

Sensacional o diálogo referente às estranhas saídas de Jesse e Mike. Quando a vaidade não está em jogo, Walter se torna um gênio. Sacou a jogada de cara, para o desespero de Jesse, que já está se achando importante para Mike. Ficou bem claro nesse episódio que Gus não está apenas testando Jesse. Está usando-o para seus meios, além de fazê-lo sentir importante. Agem como se tudo fosse idéia de Jesse, mas é pura manipulação, Jesse faz tudo o que querem, similar o que fizeram com Gale na primeira cena da temporada. Mesmo assim está sendo de grande ajuda para Jesse.


E a nova Guerra Fria? Deu-se início a trama referente aos inimigos, concorrentes ou sei lá o quê de Gus. Tínhamos visto um trecho dessa guerra quando Mike perdeu um pedaço de sua orelha e dessa vez, foram mais espertos, porém se fosse Mike que estivesse como guarda, duvido se teriam conseguido. Mas já dá pra começar a imaginar e teorizar, a trama principal referente aos Pollos Hermanos. A guerra fria seria uma disputa pelo cristal azul? Walter estaria entrando em uma concorrência? Só pode ser isso. "Pronto pra Falar" Esse foi o episódio das frases.

Contudo, Breaking Bad continua empolgante, com a mesma qualidade que conhecemos e agora já sabendo quando essa história vai acabar. Faltam 23 episódios.

no mais...

Por um momento torcia para que Walter esculachasse seu ex patrão para que sentisse 10% do que tinha passado, mas depois acabei ficando satisfeito com sua atitude de apenas ouvir, demonstrando humildade que o falta em vários momentos. Usar a nota de 1 dólar na máquina de refrigerantes foi sensacional.

Bem engraçado a cena onde Walter recruta as serviçais de Gus. E ficou só ali, tomando um "cafezinho Gale". O que será que Gus mandou fazer com elas? Tomara que não seja algo grave para elas, coitadas.