Primeiras Impressões de Metástasis, Remake Latino de Breaking Bad


Extremamente desnecessário.

Fico pensando o motivo da existência de Metástasis, remake de Breaking Bad em língua espanhola. O que vem em mente, a principio, é a questão financeira, pois onde o nome Breaking Bad estiver, estará chamando a atenção do público, pelo menos a título de curiosidade. A partir disso, a emissora americana Unimas, voltada ao público latino, se deu bem, pois logo em sua estreia a série obteve ótimos números de audiência, porém, para o público que acompanhou a história de Breaking Bad, o remake não se tornou apenas desnecessário, mas trouxe incômodo ao assisti-lo.


A diferença é gritante, em todos os aspectos. Claro, não poderia deixar de ser. Os produtores não fizeram a série para os fãs de Breaking Bad, mas sim, para o público de língua espanhola. Mas no mundo globalizado em que vivemos, difícil engolir que pessoas não assistiam Breaking Bad devido o idioma, pois tem várias possibilidades de assistir a série com legendas, através de DVD´s, Netflix, downloads, enfim. A iniciativa era sim, trazer o público que conhece a série para acompanhar o remake por curiosidade, e fisgar aquele que curte assistir seus programas em idioma espanhol. Com isso, a emissora conseguiu 3.4 milhões de telespectadores na estreia do show.

Se houvesse um remake de Breaking Bad produzido no Brasil, todos assistiriam, correto? Pelo menos os primeiros episódios, acredito, mas para reunir uma base de fãs; bons índices no ibope; bons contratos comerciais; o remake teria que ter algo que fisgasse o público regional, coisa que dificilmente um remake de Breaking Bad conseguiria.


Breaking Bad é uma arte única, e é impossível adaptá-la de maneira significante, pois a todo momento as comparações surgem, e o desconforto toma conta do telespectador. Ainda mais tão recente assim, se adaptação fosse 20 anos após o fim, talvez. Tanto em qualidade de produção, trilha sonora, cenários, elenco, enfim, tudo, mas tudo em Metástasis traz incomodo ao conhecedor de Breaking Bad. Mas se algum lunático, que nunca viu a série, que não tem acesso a internet, e que acompanha apenas programas em língua espanhola, poderá gostar, mas acho que pessoas assim não existem mais. 

Metástasis é como comer chocolate feito de cera ou chupar bala com papel. O primeiro episodio, exibido no último dia 8 de junho, foi uma cópia do piloto de Breaking Bad, literalmente, com as diferenças técnicas mencionadas acima. Mas, porém, contudo e todavia, e a título de curiosidade, vale a pena conferir o piloto, deixando em aberto, claro, para que todos tirem as suas próprias conclusões.

PS: Clique no X (em cinza) para ativar o player. Deve abrir outra guia, apenas feche-a.

  

Avaliação:
*****

Tecnologia do Blogger.