Pular para o conteúdo principal

Especial: 10 Filmes Obrigatórios para os Fãs de Breaking Bad


Um dos tipos de easter eggs mais comuns nos episódios de Breaking Bad são as referências, homenagens, aos filmes favoritos de Vince Gilligan e de sua produção. Inúmeros diálogos. tomada de cena, ângulo de visão, enfim, foram inseridos baseados neles, além de também acompanharmos literalmente os filmes dentro da série, quando por exemplo, Mike ou Walter é visto assistindo TV. 

Nesse especial destacamos 10 filmes que foram marcados de alguma forma Breaking Bad durante os seis anos que a série foi exibida, e, também, uma super dica de lista de filmes para assistir, se ainda não viu. A publicação é uma adaptação de um post do site uproxx.com.

01 - Goodbye, Mr. Chips

Vince Gilligan disse em entrevistas durante a produção da série sobre a ideia que tinha em transformar "Mr. Chips em Scarface". O Sr. Chips refere-se ao Sr. Chipping, um professor britânico, tranquilo. O filme relata em flashbacks como ele dedicou sua vida a ensinar seus alunos após a morte de sua esposa. Robert Donat ganhou um Oscar de Melhor Ator por seu trabalho no longa, recusando-se a se adaptar aos tempos modernos após a Primeira Guerra Mundial. O filme em si é incrivelmente sentimental e doce. 


"Nesse filme, no final, todos morrem", disse Walter a seu filho Junior enquanto assistiam esse filme tranquilamente em sua sala. A frase ficou na cabeça dos fãs até o fim da série, imaginando que isso também poderia acontecer com Walter e cia. Vimos que não foi bem isso, e sim, uma homenagem ao filme que acrescentou muito na inspiração para a construção do enredo. Scarface marca Al Pacino como Tony Montana, um imigrante cubano que começa no fundo do cenário da droga de Miami e sobe ao topo, roubando como esposa, Michelle Pfeiffer, no processo, seu "troféu da droga". Há muitos assassinatos no caminho, alguns brutais. A ascensão e queda de Montana claramente tem muita similaridade com o que aconteceu com Walter White e Gus Fring.

03 - O Poderoso Chefão

Enquanto a transformação de Walter White pode ser melhor descrita como "Mr. Chips para Scarface", a série em si deve ainda mais ao "Poderoso Chefão", outro filme sobre a transformação de uma pessoa comum, só que para um implacável chefe da Mafia. Obviamente, considerado por muitos como o maior filme de todos os tempos - teve uma enorme influência em muitos outros filmes e séries de televisão, como The Sopranos, mas também teve um impacto marcante em Breaking Bad. Do simbolismo das laranjas ao fato de que Walter White teve vários prisioneiros que poderiam implicá-lo (uma homenagem explícita ao filme), ou mesmo o abraço em um episódio entre Jesse e Walter, semelhança com o abraço de Fredo. Mesmo as tentativas de Walter de desistir do negócio de metanfetamina e abrir um lava-jato (com planos para abrir mais) ecoa à tentativa de Michael Corleone de legitimar seus negócios em "O Poderoso Chefão".

04 - Pulp Fiction

A influência de Quentin Tarantino em Breaking Bad é inenarrável. As muitas cenas de jantar em Breaking Bad já dizem muito sobre isso. Também há uma cena na quarta temporada em que Jesse e Walter tomam café da manhã em uma lanchonete logo depois de descartar um corpo, fato semelhante a uma cena de Pulp Fiction em que Jules e Vincent tomam café da manhã em um restaurante depois de descartar o corpo de Marvin. Walter abrindo seu porta-malas em flash forward da quinta temporada, é também uma clara homenagem ao longa.


Não é apenas "Once Upon a Time in the West", mas na verdade, todos os westerns de Sergio Leone que Breaking Bad tem uma grande dívida. Dave Porter - produtor musical de Breaking Bad - descreveu a série como um "western pós-moderno", e essa é uma descrição muito boa. Os ecos de Leone e seus pistoleiros da velha escola são vistos em toda a série. Os diretores de Breaking Bad, na verdade, foram "obrigados" a assistir os primeiros 15 minutos desse longa para ajudá-los a dar o tom para seus episódios.


Os títulos dos episódios dois e três da primeira temporada - "Cat's In The Bag ..." e ". . . E The Bag's In The River "- são uma citação direta a "Sweet Smell of Success", que foi descrita por Vince Gilligan seu filme favorito de todos os tempos. Sua influência em Breaking Bad, no entanto, é mais etérea: "Sweet Smell of Success" talvez mais se assemelha por seu excelente diálogo e roteiro. Como em Breaking Bad, "Sweet Smell of Success" tem um lado obscuro e cruel, mas atado com inteligência. O filme é também sobre homens, como Walter White, que não estão acima do lei, tanto para os amigos quanto para os inimigos. 


Você poderia citar qualquer trabalho de Humphrey Bogart noirs como influências para Breaking Bad, incluindo "The Big Sleep", "Treasure of the Sierra Madre" e "The Caine Mutiny" (que Mike estava assistindo em um episódio no início da quinta temporada e que era apropriado para descrever Walter White na época, uma vez que a liderança de Caine Mutiny era como um capitão paranoico e inquieto. O terceiro episódio da segunda temporada, "Bit By a Dead Bee", é uma homenagem ao filme "Treasure of the Sierra Madre" e Gilligan citou-o, ele mesmo, como uma tentativa de dar um fim parecido para Breaking Bad, em uma nota semelhante ao final de Casablanca: "Não é um final feliz, mas imensamente satisfatório".


Um episódio da primeira temporada de Breaking Bad, "Crazy Handful of Nothin '" é realmente uma citação do drama de Paul Newman, e você pode traçar certos paralelos entre o personagem de Newman e Walter White nas temporadas anteriores de Breaking Bad: Ele era um Anti-herói que quebrou as regras. "Cool Hand Luke" também era inteligente, e em vez de usar a violência, ele muitas vezes superou seus inimigos, e como o título sugere, ele "jogou legal". Além disso, "Cool Hand Luke" ajudou a evoluir e a definir o anti-herói moderno, com o qual muitas séries ficaram obcecadas, embora nenhuma melhor do que Breaking Bad.


"4 Days Out", o nono episódio da segunda temporada, é praticamente um riff direto do filme de 1965 sobre um grupo de homens (incluindo Jimmy Stewart), cujo avião cai e os afasta no deserto. Basicamente eles são forçados a construir um avião com os destroços, assim como Jesse e Walter são forçados a fazer em "4 Days Out", quando estão presos no deserto depois que o seu laboratório de metanfetamina móvel fica sem bateria. Walt usa chaves, metais, algumas esponjas, para criar uma bateria suficientemente forte para arrancar o RV. Como nas primeiras temporadas de Breaking Bad, "Flight of the Phoenix" também não foi um sucesso com o público, mas com o tempo, ganhou uma enorme notoriedade.

10 - Home Fries

Não sei se a própria comédia romântica "Drew Barrymore" foi influência para Breaking Bad, mas é importante porque Vince Gilligan escreveu o filme. Na verdade, foi o roteiro desse filme que ele submeteu a um concurso de roteiros, que ele ganhou, o que essencialmente lançou sua carreira. Se não fosse por "Home Fries", talvez nunca teria existido Breaking Bad. A única memória duradoura desse filme é sobre helicópteros, que fez uma entrada bizarra em seu ato final. 

—//—

Comentários