Better Call Saul 5x04: "Namastê" - Review


Que o Deus que habita dentro de mim saúda o Deus que habita dentro de você.

Esse é o significado da saudação que dá nome ao episódio, mas vimos que a "saudação" de Jimmy foi bem diferente: saudou Howard com três bolas de boliche bem em cheio no seu carro, que tinha placa com esse codinome.

Surpreendentemente o núcleo de Howard e a HHM foi mostrado ainda na série. Não vejo muito além do que vimos, a série está partindo para outro destino e raramente voltaremos a ver os advogados que foram destaques nas primeiras temporadas. Saul deu uma grande banana para Howard, com grande estilo. Indo à forra, literalmente. Só que não sei porque diabos Howard quis contratar Jimmy, depois de tudo. Sem noção.

A  trama não evoluiu muito, essa é a verdade. "Namastê" mostrou ainda Jimmy e Kim seguindo suas carreiras, com a loira com grande dificuldade de "sair do armário". Ao jogar aquelas garrafas, parecia que já tinha decidido estar ao lado das tramoias de Saul, porém no outro dia, foi limpar a bagunça. Muitas metáforas ilustram esse momento de incerteza da loira. Sua participação termina com Kim pedindo novamente ajuda de Saul e ele, claro, já arrumou um jeito de resolver a situação. Está aí o grande ponto de ebulição que vai definir o lado obscuro de Kim, ou não.

Enquanto isso, Hank está de volta! Ao lado de Gomes, deram ação ao que o informante Krazy-8 disse, a mando de Lalo. Gus está furioso, claro, mas prefere perder algo agora do que colocar todo o seu plano por água abaixo. Gus é perspicaz, perfeccionista ao extremo. Sua resposta será devastadora. Esses momentos são recheados de tensão e trazem muitas referências ao que os personagens viveram em Breaking Bad. 

Outra trama que não evoluiu foi a de Mike. Está mais perdido do que tudo. Óbvio que ele ia tomar um pau qualquer hora, ele não é nenhum Chuck Norris. Seus momentos tem dado aflição, porém sabemos que já já ele vai dar a volta por cima. Seu grande tendão de aquiles é sua neta. Vemos que sofre muito por ela e a morte de seu filho ainda machuca. Isso justifica o que viveu em Breaking Bad por ela, onde acabou se ferrando por isso. 

Foi mais um bom episódio de Better Call Saul mas pecou em não evoluir muito a trama. Tudo bem, talvez o problema é a ansiedade de conhecermos novos fatos, contudo, degustar cada minuto desse universo é ainda maravilhoso.

2 comentários:

  1. Obrigado pela análise, com certeza Gus não vai deixar isso barato, vamos esperar para ver.

    ResponderExcluir
  2. Pessoal, desculpe se já incluíram a easter egg que vou falar mas o episódio Namastê faz uma saudação mais que importante na minha análise, a saudação é de fato ao cruzamento cronológico com BB finalmente! Vou explicar... nesse episódio o Hank junto com o DEA fazem uma apreensão de uns 700.000$ lebram????! Rapaziada, não notaram que é o mesmo valor de apreensão que passa na TV no dia em que Hank está na festa surpresa do Walter White no primeiro episódio de BB(Piloto)???? Claro que a reportagem da tv diz que foi uma apreensão grande de metanfetamina mais é muito claro que eles confirmam o valor da apreesão em dinheiro que é exatamente 700.00,00$! Ou seja, a partir de Namastê, estamos vendo Braking Bad.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!

Tecnologia do Blogger.