Pular para o conteúdo principal

Better Call Saul: "Lantern" 3x10 Season Finale [Review]

Com Spoilers de Better Call Saul e Breaking Bad

No final, o que importa são as pessoas.

O que foi Breaking Bad? O que é Better Call Saul? Simples e direto: são séries sobre a vida. São séries que mostram que não adianta você ser desonesto, querer levar vantagem sobre tudo. Não vai dar certo, mais cedo ou mais tarde você irá pagar por isso. Mesmo que todos achem que você está bem, com dinheiro. Pode acabar deprimido, sozinho e até, como Chuck, cometendo suicídio.

Aconteceu com Walter, que, seguiu a sua verdade, tentou fazer a sua justiça. Moveu o mundo, criou o império da Metanfetamina com a desculpa de que estava "fazendo por sua família". Vimos no que deu: perdeu sua família e morreu sozinho. 

Já sabemos do destino de Jimmy Mcgill. Além de ter acompanhado sua vida em Breaking Bad, Bette Call Saul tem mostrado o seu futuro pós-Albuquerque e não é o aquilo que Jimmy quis para sua vida. Paga por seus erros, sozinho, vivendo uma vida deprimente, um trabalho árduo. 

Reclamo que vimos muito pouco do personagem em seu futuro na temporada, fomos deixados lá com ele caído, provavelmente sofrendo um infarto, sei lá. Os produtores não voltaram mais naquele momento. Acho uma pena e um erro.

Seu season finale prometia muito e foi fiel à história. Claro, torcíamos para que acontecesse algo que nos surpreendesse, algo que fizéssemos pirar e eles têm matéria prima para isso. Uma possível aparição, mesmo em um fundo de cena passando desapercebido. Walter, Jesse, Hank... Não, nada disso. O episódio trouxe o que esperávamos e foi muito bom.

O personagem Chuck não é o personagem mais carismático da série, pelo contrário. Mas é/foi um personagem extremamente importante para Jimmy, para conhecermos o coração de Saul e para aceitarmos a vida de Gene (nome de Saul Goodman no futuro). Sim, Chuck passou boa parte protagonizando o episódio, longos minutos dele destruindo sua casa, afundado em sua doença, afundado em sua depressão. 


Mas aquilo era necessário, era uma despedida. Já imaginávamos que iria morrer, nunca foi mencionado em Breaking Bad. A produção contou bem sua história, personagem que traz consigo uma lisura fora do comum, acima de qualquer compaixão, perverso com as palavras e sem sentimento. Uma pessoa doente, incapaz de perdoar, incapaz de ficar por baixo. Como Jimmy, não acho que ele seja uma má pessoa, mesmo ele cometendo maldades. Talvez, super sincero demais. 

Jimmy é visto ajudando Kim após ter sofrido um acidente e em seguida é visto batendo na porta de Chuck. Não entendemos nada, mas, depois, vimos que Jimmy fez o correto, como poucas vezes na vida: assumiu seus erros, pediu perdão, arrependeu-se. Mesmo a pessoa para qual dizia não merecesse tal apreço.

Ele brilhou. Saul Goodman nunca foi rico. Ganhava e perdia dinheiro com a mesma facilidade. Por um instante ele viu que o que ele tinha nas mãos não valia pela perversidade que cometera. Ele consertou, mesmo o prejudicando de todas as formas, ele fez. Mostrou à Dona Irene a crueldade que cometeu, desfez o acordo com a SandPiper, devolveu a harmonia das senhoras que foi quebrada por sua crueldade. Foi bem, Jimmy. Muito bem.

Kim também viu que não adianta querer abraçar o mundo. Por pouco não morreu e mesmo não termos tido seu personagem inserido em Breaking Bad, seria uma maldade matar o personagem, não faça isso, Gilligan, não faça. Kim é um amor de pessoa e acho que Jimmy a trata com muito menos carinho do que ela merece. Talvez ela seja a personagem que irá levar Jimmy se transformar definitivamente em Saul Goodman, pois, apenas Chuck não foi capaz.


O outro lado da trama também trouxe momentos que mostraram o valor da vida. Gus salvando a vida de Hector, que diria. Sangue seria derramado naquele local e parece que Gus não tem aquela frieza assassina que vimos tê-la em Breaking Bad, É manipulador, persuasivo, mas ainda não está resolvendo as coisas cortando pescoços, ainda não.

Já estava incomodado por termos vistos muito da artimanha de Nacho não ter dado resultado algum, não era possível que iriam gastar tanto tempo assim pra nada, que Nacho tentaria matar Hector com uma bala. Felizmente, não. Seu plano deu certo. Hector termina sua participação na temporada em um hospital, e, a partir dali, só sairá em uma cadeira de rodas e não sairá dela mais. 

A cara de Gus para Nacho foi a melhor.


Esperava a morte de Nacho, esperava mais mortes. Mas tudo bem, não tenho pressa para isso. Acho que pouco desse núcleo precisa de desenvolvimento, talvez a apenas a definição do futuro de Nacho, pois após esse ensejo, Hector deverá partir de volta para o seu lugar, "vegetando" no deserto de Albuquerque, abrindo espaço para Tuco e restante da família Salamanca.

Better Call Saul fecha com maestria a fenomenal terceira temporada. Eles ainda têm muita coisa pra contar, definitivamente. Ainda mais que toda essa trama se passaram em apenas 10 meses, muito ainda pode ser visto dessa transformação de Jimmy para Saul. A série segue contando a história daqueles personagens, que, mesmo já sabendo muito de seu desfecho, não deixa de ser obrigatória para a vida.


Novidade: 

Agora você pode baixar o texto em PDF já com imagens e sem propagandas. Para ler offline, compartilhar, arquivar, enfim, fiquem à vontade.

Para baixar o arquivo CLIQUE AQUI