Crítica: El Camino - Filme de Breaking Bad


Com Spoilers

Eles foram fiéis.

Muito se especulou sobre "El Camino", o filme de Breaking Bad. Expectativas ao máximo e teorias mirabolantes tomaram a internet, mas os produtores fizeram o simples, com muita coerência ao que foi visto na série e também, tudo que disseram ao seu respeito após o seu fim.

"Sempre sentimos que os telespectadores queriam que Jesse se safasse. E cabe a cada telespectador decidir o que vai acontecer com Jesse. Algumas pessoas podem pensar: "Bem, ele provavelmente andou duas milhas de estrada, até que a policia o prendeu". Mas eu prefiro acreditar que ele fugiu, e ele tem um longo caminho de recuperação pela frente, no sentido de ter sido mantido prisioneiro numa masmorra pelos últimos seis meses, ter sido reduzido a uma polegada de vida e ver Andrea sendo baleada. Todas essas coisas terríveis que ele testemunhou vão machucá-lo, mas o romântico em mim quer acreditar que ele consegue se safar, se muda para o Alaska e tem uma vida em paz, perto da natureza."

Foi o que disse Vince Gilligan em entrevista concedida em outubro de 2013, poucas semanas após o fim de Breaking Bad.

E foi bem isso o que aconteceu em El Camino, mas com bem mais detalhes. Acompanhamos Jesse e sua saga de fuga, vencendo os obstáculos e traumas que aqueles dois anos ao lado de Walter White causaram. Era sim, pra imaginarmos, e como bem disse Vince, não estava difícil de prever, mas foi delicioso de acompanhar.

Não houve alteração na história de Breaking Bad. Sim, Walter White, definitivamente, morreu. Mas é óbvio que o personagem de Bryan Cranston estaria no filme, pois mesmo em flashbacks, o personagem é o ícone desse universo e sua participação trouxe muita nostalgia e emoção, quando vivera um momento do início da série, com Walter debilitado e muito preocupado com o futuro de Jesse.

Mike foi outro personagem que deu as caras, logo no início do episódio. Um presente aos fãs, além de, também, ser ponte para o que veríamos no futuro de Jesse. Além de Jane, sua amada, que fechou a história do personagem com chave de ouro, dando aquela emoção que estava florida dentro do personagem em seus últimos momentos no filme.

E o roteiro, como sempre, muito bem amarrado. Extremamente bem amarrado. Justificaram bem a fuga de Jesse; amarram bem o sumiço do carro e os objetivos iniciais do Jesse, que era, sumir, desaparecer, e para isso, nada melhor que contatar o "desaparecedor". A forma como Jesse o encontrou também foi muito bem escrita.

E o personagem Ed foi grande destaque no filme e Gilligan justificou sua perspicácia, dita muitas vezes por Saul Goodman. Ele não aceita erros e negócio com ele é negócio, fazendo com que ele exigisse de Jesse o acordo integral, para que pudesse manter o serviço perspicaz de sempre. Ele sumiu com Walter, Saul e agora Jesse, com 100% de precisão.

Logo quando decidiu ir atrás do dinheiro de Todd, Jesse já ligou o foda-se e partiu para seu objetivo. Sem aquele dinheiro, ele seria preso mais cedo ou mais tarde, e a única alternativa de fuga seria com o desaparecedor. Essa coragem de Jesse fez com que ele visitasse um armazém com 5 bandidos que tinham roubado o seu dinheiro, e com apenas armas de baixo calibre. Ele não tinha nada a perder, e saiu ganhando e muito daquele local.

Cena que lembrou muito "Face Off", season finale da 4ª temporada. Matou quem tinha que matar e explodiu aquele local. Jesse Bad Ass. Bem parecido também com as atitudes de Walter em "Felina", último episódio da série. Foram para batalhas, sem nada a perder.

Como também era esperado, o núcleo envolvendo Walter White não foi visto, apesar de também ter boas histórias pra contar. Mas acertadamente escolheram não mostrar, nem em aparição em fundo de cena, pois isso não seria suficiente. Foco total na fuga de Jesse e seus obstáculos e flashbacks com Walter, Mike e Jane que eram praticamente obrigatórios. E claro, o garoto Brock não foi esquecido. A carta deixada por Jesse ao garoto serve como despedida para ele, mas também, para despistar a polícia, que irão procurar por ele no México.

Seus pais foram vistos mas na atual timeline, dando entrevistas e emocionados com a situação. Eles não acrescentaram muito ao roteiro, mas pela ligação direta com Jesse, natural que eles aparecessem. Jesse invadiu a casa deles em busca de dinheiro e não encontrou. Mas as armas quebraram um galho.

Jesse merecia esse final. Fim esse que Vince já deslumbrava e eu seguia a linha de seu pensamento. Jesse sofreu muito na série, muito, muito mesmo como vimos. E El Camino mostrou ainda mais o seu sofrimento, principalmente em cena que ele foi tratado praticamente como animal, testando sua corrente. Que Jesse recomece mesmo sua vida no Alasca, com outro nome e que constitua nova família. 

Ele merece ser feliz. Obrigado El Camino por trazer imagens dos nossos sonhos para a tela, dando ainda mais satisfação para o fim dessa história. E obrigado, mais uma vez, Vince Gilligan.

⭐⭐⭐⭐⭐

—//—

Fique ligado no site que vamos esmiuçar esse filme com muitas curiosidades e easter eggs, além de um podcast exclusivo para ele.

Siga-nos em nossas redes sociais para saber todas as novidades

Instagram - Facebook - Twitter

Comentários

  1. o filme deixou muitas pergntas ainda sem resposta, pois o que acontece com a Skyler; com o Walter Junior, ele recebe o dinheiro? entre outras coisas, mas o filme em sí foi otimo, mesmo deixando ainda muitas coisas no ar e deu um desfecho bem digno ao Jesse!

    ResponderExcluir
  2. Yo...Yo...Yo!!! Jesse Pinkman in the house!!! \0/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo o Fim de Breaking Bad

Teaser de El Camino confirma definitivamente morte do fim de Breaking Bad

El Camino: Trailer Oficial Completo e imagens do filme de Breaking Bad