Breaking Bad "Seven Thirty-Seven" 2x01 [Review Retrô] - Breaking Bad Brasil

Últimas Notícias

Breaking Bad "Seven Thirty-Seven" 2x01 [Review Retrô]


Início da segunda temporada. História continuando exatamente onde parou, mas algo diferente fica claro. A série cresce, fica mais adulta. A trama começa a ficar pesada, e muitos daqueles momentos cômicos vistos nos primeiros episódios, começam a desaparecer, quase raros.

Se passaram um ano entre a produção da primeira e segunda temporada da série, e nesse meio tempo, além das incertezas e ameaças de cancelamento, a série seguiu seu rumo, inserindo pela primeira fez trechos misteriosos no início dos episódios, e eles deverão se tornar a grande revelação da temporada. Por enquanto vemos apenas um urso de pelúcia rosa, queimado e sem um olho. 

Breaking Bad foi criada passo a passo, a curto prazo, mas claramente esse intervalo serviu para planejarem todos os treze episódios, encerrando um grande e importante arco de toda a série. Nota-se um grande salto de qualidade, até na fotografia, marcante em toda a série.


Walt e Jesse entraram definitivamente no mundo do tráfico de drogas, e como bem disse Hank, ao descobrir o roubo de metilamina, o DEA seria o menor de seus problemas, por enquanto, e é exatamente isso que começou a ocorrer.

Tuco é um grande cliente, mas mexer com ele, é estar correndo risco de vida a todo instante. 737 mil dólares é que Walt precisa, e ainda está longe de conseguir, e ele sabe que não viverá esse tempo todo para conseguir essa grana, estando morto antes, mas não por sua doença, mas pelas mãos de Tuco.

E isso deixou Walt e Jesse desesperados, pois sentiram a morte de perto. Jesse se arma, mas não consegue nem abrir uma arma, ainda mais usá-la com precisão. Tuco vigia os seus passos, mas a princípio pareciam estar vivendo uma paranoia, mas o episódio nos prega uma peça e nos traz uma surpresa no final, com Tuco sequestrando a dupla, sabe-se lá pra onde, sabe-se lá o que irá fazer com eles. 

Em mais uma brilhante ideia química, Walt nos apresenta a Ricina, um veneno semelhante à nossa mamona, mas que Walt trabalhou em cima dela para transformá-la em pó, funcionando como arma para matar Tuco sem deixar vestígios. Um bom plano, mas não teve tempo de executá-lo. Ainda.


Nesse meio tempo, Hank e o Dea seguem investigando a nova super droga da cidade, mas sempre um pé atrás da dupla. O caso Marie vem à tona, com Skyler ignorando sua irmã enquanto Hank tenta apaziguar as coisas. Hank já sabia do problema de sua esposa, pra surpresa de Skyler, que joga os verdadeiros e grandes problemas da família em sua cara, mostrando que o lado que precisa ser abraçado era o dela, e não de sua irmã, mimada, cleptomaníaca.

Mas... uma figura importante aparece na série, em foto. Ted Beneke, um ex-namorado de Skyler. Vamos ainda ouvir falar muito dele.

Revendo o episódio nos damos conta o quão importante foi esse retorno da série, amarrando pontas e dando ganhos que serão resolvidos ainda nessa temporada, que fez o telespectador ficar curioso pelos próximos episódios. 

A série começa a ficar viciante. 

—//—

Nota do editor: iniciamos a coluna "Retrô" a algum tempo aqui no site. Vamos publicar reviews e easter eggs dos episódios não cobertos pelo site. Temos as colunas "Reviews" e "Easter Eeggs e Curiosidades" a partir da 4ª temporada, agora vamos começar a publicar sobre os episódios das três primeiras, fiquem ligados!